PROPOSTA PARA UM MUNDO MELHOR A LUZ DA DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA.

Há sinais de inquietação em nosso mundo. Notícias pessimistas vão e vêm, deixando o cidadão comum sem entender o que se passa. Um dia, é o dólar que sobe muito; noutro, a preocupação porque desceu mais do que se esperava; numa manhã, os economistas estão preocupados porque a Bolsa de Tóquio fechou em baixa; ao meio-dia, dão entrevistas por causa da alta taxa de desemprego nos países europeus; no noticiário noturno, é antecipada a informação do aumento de alguns impostos – e por aí vai…  Aos poucos, cresce a convicção de que há algo de errado nas estruturas sobre as quais está assentado o nosso mundo ou que não se tem certeza de nada. Qual a resposta diante de tanta inquietação? O Capitalismo? O comunismo? Qual o melhor regime político?

Como a Igreja se posiciona diante disso? Que respostas ela oferece aos homens e às mulheres que procuram uma saída para seus desafios? O Evangelho tem alguma proposta para a superação dos problemas econômico-sociais?

Desde 1891, quando Leão XIII escreveu a encíclica “Rerum Novarum” (Das coisas novas), tem-se estruturado e desenvolvido o que se convencionou chamar de Doutrina Social da Igreja, baseada, naturalmente, no Evangelho. Não se trata de uma “doutrina econômica” e, muito menos, de uma proposta mágica para a humanidade resolver seus problemas nesse campo. Trata-se, sim, de orientações que podem e devem estar na base de todos os relacionamentos, e não só entre os países: podem ser aplicadas às famílias, às pequenas e grandes empresas, às associações de classe, às instituições governamentais e às não governamentais. Enfim, são princípios colocados à disposição das pessoas de boa vontade.

Apresento, em dez princípios uma síntese da Doutrina Social da Igreja:

1º. A dignidade da pessoa. Essa dignidade funda-se no fato de que o homem e a mulher foram criados à imagem e semelhança de Deus. Como são seres racionais, conscientes e livres, ninguém pode ser excluído ou menosprezado na sociedade, devido à   cor de sua pele, à sua raça, nação, sexo, origem, cultura, classe, ao credo religioso que professa, ao partido político que escolheu ou à sua condição social. Uma sociedade justa só pode ser realizada no respeito pela dignidade transcendente da pessoa. A DSI considera O próximo “outro eu” n° 132, “Deus não faz acepção de pessoas” (At 10,34) N°144 ler final

2º. A primazia do bem comum. Dada a sua filiação divina, os homens e as mulheres são irmãos, chamados a viver em sociedade, na qual devem buscar sua realização. Tudo o que o Estado fizer precisa ser feito em vista do bem comum. O bem comum significa o conjunto daquelas condições da vida social que permite aos grupos e a cada um de seus membros atingir, de maneira completa e desembaraçada, a própria perfeição. N° 164 a 170. 167 Pio XI

3º. A destinação universal dos bens:  Esse princípio fundamenta-se na certeza de que Deus destinou a terra, com tudo o que ela contém, para o uso de todos os seres humanos, e não apenas para uma minoria privilegiada. N° 171 a 175. Ler n°173

4°. Propriedade Privada. A tradição cristã nunca reconheceu o direito à propriedade privada como absoluto e intocável: Pelo contrário sempre o entendeu no contexto mais vasto do direito comum a todos a utilizarem os bens da criação inteira: o direito à propriedade privada está subordinada ao direito ao uso comum, subordinado à destinação universal dos bens. N° 176 a 181, ler 177 questão da terra, reforma agraria.

5°. As riquezas existem para ser partilhada: Os bens, ainda que legitimamente r e possuídos, mantêm sempre uma distinção universal: é imoral toda a forma de acumulação indébita, porque em aberto contraste com a destinação universal consignada por Deus Criador de todos bens. N°328, ler 329

6°. A empresa e seus fins: N° 338 a 345. A empresa tem função econômica a DSI, reconhece o lucro. Mas tem compromisso social deve valorizar o ser humano. “Se na atividade econômica e financeira a busca de um lucro equitativo é aceitável, o recurso à usura é moralmente condenado: Todo aquele que em seus negócios se der a práticas usurárias e mercantis que provoquem a fome e a morte de seus irmãos comete indiretamente homicídio, que lhe é “imputável”. Tal condenação estende-se também às relações econômicas internacionais…}” n° 341 CDSI

7º. Primazia do trabalho sobre o capital. O trabalho é toda a atividade pela qual o homem e a mulher, no exercício de suas forças físicas e mentais, direta ou indiretamente transformam a natureza para colocá-la a seu serviço. Qualquer trabalho humano se reveste de dignidade, por se tratar de uma atividade própria de um ser que tem inteligência e é livre. O trabalho, além de fazer do ser humano um colaborador de Deus na obra da criação, realiza o próprio trabalhador. O domingo é sagrado n°284,285; 270 a 322.

8º. A subsidiariedade. Nenhuma instância superior deve executar uma ação que uma inferior possa desempenhar. A esfera federal não deve fazer aquilo que a estadual pode fazer, e esta não deve fazer o que a municipal tenha condições de realizar. Em nenhum caso o Estado deve executar uma ação que o setor privado possa desempenhar melhor. Princípios da democracia a participação do cidadão na vida democrática do de seu país. N°185 a 191.

9º. A solidariedade. É a capacidade que o homem e a mulher têm de fazer o bem a seu semelhante, mesmo com sacrifício pessoal, de forma fraterna e gratuita. A solidariedade entre todos os seres humanos é a única forma de se chegar a uma civilização marcada pela justiça e pelo amor.

A economia foi feita para o homem e não o homem para a economia; a crise do nosso mundo não é econômica, mas de valores éticos. Por isso mesmo, o Evangelho continua sendo a melhor resposta para os desencontros e desafios de nosso tempo. “Excesso” As riquezas as sobras de comidas. Ver 193 a 208.

10°.  A comunidade política: 377 a 427; A DSI e o serviço à politica 565 a574.

O Senhorio 377, Jesus e autoridade política 379, o direito a objeção de consciência 399, Os valores da democracia 407, A corrupção 411; O leigo com princípios cristãos em defesa da vida 568.

Por: Professor Mario Felício  / Membro do Conselho Diocesano

Foto: Divulgação

 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
1 mês atrás

En iyi bahis siteleri güncel listemize hemen sitemizi ziyaret ederek ulaşabilirsiniz. En güvenilir bahis siteleri çok özel incelemeler ile hemen gel

28 dias atrás

Welcome To Nightmare Stresser, The Best