Dia Mundial de Combate às Drogas

O dia 26 de junho marca a data escolhida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o Dia Internacional de Combate às Drogas. O uso de drogas é um mal social em todo mundo. Segundo dados do Relatório Mundial sobre Drogas da ONU, cerca de 5% da população mundial entre 15 e 64 anos, usa drogas ilícitas.
Em nossa Diocese temos duas instituições não governamental, sem fins lucrativos que atuam no tratamento da dependência química, visando a prevenção, reabilitação e reinserção social de Dependentes Químicos.

Recanto Parque Iguaçu de Medianeira
A Casa de recuperação para dependentes químicos Recanto Parque Iguaçu atua desde abril de 2002 atendendo ao público masculino maiores de 18 anos, tendo como área de abrangência prioritariamente o Estado do Paraná podendo atender pacientes do território nacional que por ventura solicitar, aceitar voluntariamente o tratamento e se enquadrar dentro das normativas de tratamento terapêutico, a entidade tem capacidade para atender até 30 acolhidos de uma única vez, o tratamento e de no mínimo 09 meses e tem como método de tratamento a abordagem, clinica, psicológica e social, com ações disciplinares, espirituais e laborais.

Comunidade Terapeutica Sagrada Família Dom Olívio Aurélio Fazza de Foz do Iguaçu
Em março de 2008 a Igreja Católica, juntamente com alguns integrantes do Movimento de Cursilho de Cristandade (MCC), Renovação Carismática Católica (RCC) e Cáritas, estruturou a Comunidade Terapêutica Sagrada Família Dom Olívio Aurélio Fazza, com capacidade para internação de 30 pessoas, direcionada a sujeitos do sexo masculino maiores de 18 anos, que aceitem o tratamento de forma voluntária.
É necessário pontuar que a comunidade terapêutica nada mais é do que uma abordagem social e psicológica única para levar pessoas usuárias abusivas de substâncias psicoativas ao encontro com a verdadeira sobriedade. A Comunidade Terapêutica trabalha com ênfase em valores sociais resgatando no convívio entre seus residentes o sentido de integridade, valorização da vida e dignidade.

Além das instituições a Diocese também conta com a ONG Amor Exigente e a Pastoral da Sobriedade que é uma ação concreta da Igreja que evangeliza pela busca da Sobriedade como um modo de vida. Pela Terapia do Amor trata todo e qualquer tipo de dependência. Propõe mudança. Valoriza a pessoa humana.

Desde 1984, a ONG Amor-Exigente (AE) atua como apoio e orientação aos familiares de dependentes químicos. Através de um eficiente programa de auto e mútua ajuda, o Amor-Exigente desenvolve preceitos para a reorganização familiar, sensibilizando as pessoas e levando-as a perceber a necessidade de mudar o rumo de suas vidas a partir de si mesmas, proporcionando equilíbrio e melhor qualidade de vida.

Deixe uma resposta